Google+ Seguidores

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Flor do museu

Há algum tempo fui visitar o MAG (Museu de Arte de Goiânia). Quando lá estava, conversando com a minha irmã que trabalha na sala do acervo, escutei uns barulhinhos, uns estralinhos. Perguntei a ela que barulho era aquele. Surgiu, então, à porta da sala do acervo, uma amiga de minha irmã que me explicou a origem: eram as vagens de uma flor que estavam estourando com a finalidade de espalhar para longe as suas sementes. Fiquei muito interessada e saí da sala para ver a planta. No MAG há uma estufa, uma grande claraboia, embaixo da qual existem diversas espécies de flores. Uma delas é esta, que passei a denominar de "flor do museu": 



Eis as sementes:




E eis as vagens nas quais as sementes se desenvolveram: