Google+ Seguidores

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

IPÊ- árvore, flores, vagem, semente

Há algumas semanas fotografei alguns ipês amarelos. 
As mais belas imagens são estas de uma árvore que está localizada em uma praça no setor onde moro. 
Veja como estava bela, toda florida:






Hoje (27/09/2012), ao fazer a caminhada, observei que o pé de ipê estava mudado: cheinho de vagens!










A árvore abaixo é vizinha desta acima. 
Repare que ainda está com algumas flores. 


A foto abaixo retrata uma vagem aberta de um ipê rosa, localizado na mesma praça. 
Aos meus olhos ela está bem disponível, pois oferece as sementas ao vento. 



Em zoom, parece uma dançarina (rs)! Olha, que lindeza!:


Duas sementes de ipê rosa que encontrei no chão:


As mesmas sementes bem arrumadinhas na raiz da mãe:


E a surpresa! 
Ao virar-me para procurar mais sementinhas, o que encontrei ali me emocionou: 
uma vagem que tinha acabado de cair, com suas sementes à volta:






Recolhi algumas sementes de ipê rosa para plantar, fazer mudas e doar. 
Em breve faço a postagem do plantio delas aqui no blog. 





quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Pé de pitanga em flor II - Vídeo

Neste ano de 2012, o pé de pitanga floriu alguns dias mais cedo em relação à florada do ano passado (Primeiro vídeo:19 de setembro/2011. Segundo vídeo: dia 10 de setembro/2012)


Ao perceber que o pé de pitanga estava quase em florada, preparei a máquina. Na manhã do dia  10/09/2012, pelas 6h30, saí ao quintal e as abelhas já estavam lá, ziguezagueando para todo o lado, e as flores abertas em esplendor, disponíveis. 

O vídeo acima foi o registro destes momentos mágicos de interação. Dividir com vocês, leitores deste blog, os vários sons de abelhas e de seus movimentos, o cantar dos pássaros e até o miado ao longe de um gatinho que aparece de surpresa e vai se aproximando, desejante de atenção,  é quase completa satisfação. 
Digo "quase", pois faltou transmitir o cheiro delicioso das flores.  

domingo, 23 de setembro de 2012

Gengibre - flor e propriedades

Veja esta surpresa de nosso quintal: 


Trata-se de uma flor do pé de gengibre.


Eu não sabia que gengibre dava flor, e você?
Foi uma grata surpresa. 


Está crescendo!

Recebi por e-mail um conteúdo interessante sobre as propriedades do gengibre. Aproveito esta postagem para compartilhá-lo:



"Eis um analgésico que não tem efeitos colaterais: se chama GENGIBRE. Isso mesmo: gengibre!
Durante séculos o gengibre tem sido usado em toda a Ásia para tratar
dores nas articulações, resfriados e até mesmo indigestão.
O gengibre cru ou cozido pode ser um analgésico eficaz, mesmo para
condições inflamatórias como a osteoartrite.
Isso porque a inflamação é a causa raiz de todos os tipos de
problemas como artrite, dor nas costas, dores musculares, etc. Ele
contém 12 compostos diferentes que combate a inflamação.
Um desses compostos abaixa os receptores da dor e atua nas
terminações nervosas. Juntos, eles trabalham quase o mesmo que as
drogas anti-inflamatórias, tais como o ibuprofeno e a aspirina, mas
sem os efeitos colaterais.
Assim, se a sua intenção é eliminar esses analgésicos, passe a>
consumir o gengibre.

Segue uma dica para você ter uma boa dose diária de gengibre (isso vai
estimular a circulação sanguínea e aliviar dores nas articulações):
Beber chá de gengibre: É barato. É muito fácil. O gosto é ótimo. E cura
Aqui está uma receita:

* Quatro copos de água;
* Um pedaço de aproximadamente 5 cm de gengibre descascado e cortado em fatias;
* Limão e mel a gosto. Se preferir, use laranja no lugar do limão.
Fica ótimo!

Modo de fazer:
Ferva a água numa panela com fogo alto.
Assim que começar a fervura adicione as fatias de Gengibre, deixe em
fogo baixo, cubra a panela para que os vapores não saiam e deixe
fervendo por aproximadamente 15 minutos.
O chá está pronto!
Basta coar, e adicionar o mel com o limão ou laranja."

Aqui em casa já começamos a fazer o uso!



quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Sementes de mogno

As fotografias abaixo pertencem às amigas Angelita e Cida, que as licenciaram para esta postagem.
Enquanto Angelita tirava as fotos, Cida, com muito cuidado, mostrava as sementes e as debulhava. 
Vejam, como ficaram belas as imagens!
Dificilmente consegue-se o fruto inteiro, como este à mostra, pois as cascas se abrem no alto da magnífica árvore mogno e caem. As sementes ficam lá e vão se debulhando aos poucos através do contato com vento. O som deste contato (entre sementes e vento) é maravilhoso!